Como a Inteligência Artificial pode aumentar a eficiência do seu departamento jurídico?

Direito

A inteligência artificial, também conhecida pela sigla IA, está transformando diferentes empresas e setores ao redor do mundo, incluindo a área jurídica. Na esfera privada, as soluções estão sendo incorporadas por escritórios, que enxergam formas de otimizar tempo e reduzir custos. 

Já na esfera pública, os órgãos do Poder Judiciário estão estudando formas de implantar sistemas de IA com o objetivo de aumentar a eficiência na tramitação dos processos.

Independente de como for, é inegável que a prática jurídica está sendo transformada pela IA. Há estimativas que apontam que entre 23% a 35% do trabalho dos advogados podem ser automatizados.


Qual é a relação entre a Inteligência Artificial e a área do Direito?

O uso da Inteligência Artificial no meio jurídico é possível graças ao desenvolvimento de softwares jurídicos e plataformas digitais de alta qualidade e desempenho voltados para o setor.

Inclusive, é comum que grandes bancas e departamentos já usem a inteligência artificial. Muitos negócios conseguem melhorar o controle dos prazos dos processos, facilitar a consulta das ações e aprimorar o gerenciamento das atividades rotineiras, como: 

  • Desenvolvimento de programas de gestão e análise de dados;

  • Customização ágil de modelos digitais de documentos; 

  • Soluções de dúvidas contábil e jurídica; 

  • Pesquisas avançadas de jurisprudência; 

  • E agendamentos automatizados.


Quais são as formas de incluir Inteligência Artificial no meio jurídico?

Como falamos, a aplicação da IA no meio jurídico é possível por meio de softwares e plataformas digitais de alta qualidade e desempenho. Entre as aplicações mais comuns dessa tecnologia na área do Direito estão: 

  • Auxílio à gestão do escritório

Os softwares desenvolvidos promovem a resolução de problemas na gestão dos escritórios de advocacia, pois fornecem informações importantes e centralizadas. Entre elas estão indicadores e status das tarefas, fatores fundamentais para o gerenciamento do escritório. 

Outro exemplo está relacionado ao uso de softwares para o controle de informações processuais, na gestão financeira e no gerenciamento da agenda do escritório.

  • Big Data jurídico

Primeiro, vale lembrar que o Big Data é um conjunto de ferramentas que possibilita organização, segmentação e identificação de padrões de maneira automatizada. A tecnologia tem a capacidade de transformar dados em informações valiosas, os disponibilizando de forma centralizada.

Por meio da Big Data jurídico, os advogados podem, por exemplo, ter acesso rápido ao banco de dados organizado e atualizado. Isso colabora para a tomada de decisões de maneira mais rápida e certeira.

  • Lawtechs

Empresas que desenvolvem tecnologias aplicáveis na área do Direito, as Lawtechs foram viabilizadas em virtude do aprimoramento das técnicas de inteligência artificial. 

Elas permitem, por exemplo, a criação do escritório de advocacia digital, o qual realiza atendimento de maneira remota e online. Além disso, esse modelo possibilita a flexibilização dos processos. Ou seja, o advogado pode acompanhar os processos de qualquer lugar e a todo momento.


Quais as vantagens da Inteligência Artificial para departamentos jurídicos?

Apesar de alguns advogados temerem a invasão tecnológica, a IA no Direito oferece muitas vantagens aos profissionais. 

  • Gestão eficiente 

Os softwares desenvolvidos com Inteligência Artificial permitem a resolução de vários problemas na gestão jurídica. Eles armazenam e fornecem informações centralizadas, como dados, indicadores e status das tarefas. 

Com isso, essas ferramentas apoiam no controle de informações processuais, gestão financeira e gerenciamento da agenda do escritório. 

  • Tomadas de decisões mais assertivas 

Com o uso da Inteligência Artificial, é possível visualizar padrões e tendências, visto que o acervo de dados é analisado e interpretado pela tecnologia. Quanto mais ela “estuda”, mais assertiva se torna. 

Então, com as informações e métricas que ela disponibiliza, os advogados podem fazer recomendações para os processos, analisar estatísticas para a elaboração de recursos e outras peças e fazer previsões. Tudo isso aumenta as chances de êxito nas demandas.

  • Otimização de tempo 

Atividades rotineiras, como contestações e petições iniciais, podem ser realizadas por meio de softwares especializados. Esses programas conseguem armazenar um alto volume de dados e trabalhar com variáveis que permitem a geração de documentos para a execução das tarefas mais simples. 

Isso faz com que os advogados atuem mais focados na revisão do arquivo final antes de encaminhá-lo aos órgãos responsáveis. Ou seja, ao automatizar tarefas, o profissional aproveita melhor o seu tempo e dá maior atenção às ações estratégicas. 

  • Melhor relacionamento com os clientes

Os departamentos jurídicos precisam conquistar a confiança dos seus clientes por meio de um trabalho transparente, ágil e eficiente. Ao usar a inteligência artificial para realizar tarefas rotineiras, os profissionais podem se dedicar a questões complexas e estreitar o contato com seus clientes. 

Isso permite que o escritório mantenha os clientes sempre atualizados e apresentando soluções mais perspicazes e inovadoras. O reflexo disso são clientes mais satisfeitos, contratos de longa duração e fidelização. 

  • Advogados e advogadas mais motivados 

A pesquisa jurídica e a revisão de documentos são trabalhos muito criteriosos e exaustivos para os profissionais. No entanto, por meio do o auxílio de softwares especializados, há tarefas que são realizadas com maior sucesso, como: 

  • Revisões preliminares dos documentos; 

  • Verificação de palavras-chave relevantes para o processo; 

  • Organização de arquivos de forma cronológica, por cliente ou por assunto;

  • Identificação de dados repetidos ou incongruentes, entre outras. 

Com isso, há redução na execução das atividades repetitivas e maçantes, e ganha-se profissionais mais motivados. 

  • Redução de gastos 

Ao conquistar uma gestão mais eficiente e profissionais mais produtivos, a redução de gastos do departamento jurídico ou do escritório se torna uma consequência.

Afinal, os advogados relacionados a tarefas mecânicas como pesquisa ou identificação de erros em documentos jurídicos passam a exercer atividades mais estratégicas. Isso permite que eles possam explorar seu potencial profissional e trazer novos ganhos à empresa.


Gostou do conteúdo? Quer aprofundar seu conhecimento em Direito Empresarial? Aproveite e CLIQUE AQUI para conhecer o LLM em Direito Empresarial. Desenvolvido com base nas modernas demandas do mercado empresarial, o curso é composto por disciplinas que proporcionam aos alunos as habilidades necessárias para que possam desenvolver um conhecimento complementar às atividades profissionais.

Contato

Porto Alegre


  • Av. Praia de Belas, nº 1212, Torre Norte, 7º andar, sala 704
  • (51) 3230-4400
  • (51) 99110-6820
  • Segunda a Sexta, das 8h30 às 18h

Novo Hamburgo


  • Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal
  • (51) 3230-4400
  • (51) 99110-6820
  • Segunda a sexta, das 8h30 às 18h

Florianópolis


  • Rodovia SC 401, 4100 - Km4
  • (51) 3230-4400
  • (48) 98870-3902
  • Segunda a sexta, das 9h às 18h

Tour Virtual - Unidade Porto Alegre

Clique para Ligar
Fale por WhatsApp

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies. e a nossa Política de Privacidade.